Bake Off Brasil – Mão Na Massa – 5ª temporada estreia com sucesso no SBT

thumbnail

A 5ª edição do programa Bake Off Brasil que estreou ontem dia 10, repetiu o trio de sucesso da última temporada. Nadja Haddad se consolida com uma grande aposta e estrela do SBT, ao lado dos já consagrados Beca Milano e Olivier Anquier. 

A primeira prova do programa que testou as habilidades dos candidatos foi a prova criativa com a temática “O Livro Da Vida”, onde cada candidato tinha que criar um bolo retratando um momento específico da sua vida.  O livro deveria ser apresentado nas seguintes formas: Livro aberto, dois livros empilhados ou intercalados entreabertos e fechados um em cima do outro, onde foi exigido no mínimo um recheio.

A empolgação dos candidatos era nítida e todos deram o melhor de si. O participante Rogério retratou o livro que representou o momento em que conheceu uma confeitaria pela primeira vez.  Já o técnico em informática nordestino Herb, fez um bolo representando a sua infância com massa de churros, mas o bolo preocupou os jurados devido a grande quantidade de gordura. A estudante de Direito Denise criou um bolo que representava as suas duas grandes paixões, o Direito e a Gastronomia, e Claudio retratou momentos importantes da sua vida.

Já no primeiro episódio de Bake Off Brasil aconteceu o primeiro atrito. Alguns competidores reclamaram da Denise ter monopolizado o micro-ondas, e por desligar o Ultra. Posteriormente a situação foi resolvida, mas como sabemos em realitys tudo pode acontecer. E pelo visto essa temporada promete.

Wayner, o tarólogo, quis representar o Tarô. A dona de buffet Marilda, representou o livro de sua família que tinha um tronco esculpido representando seus entes queridos. Já o publicitário Fellipe fez uma homenagem a sua mulher no bolo.  Francisco fez uma homenagem a sua avó, enquanto João homenageou o Rio de Janeiro e seu avô. A supervisora de telemarketing Deza, fez um livro sobre palavras inspiradoras que influenciaram a sua vida. O bolo da Carol desmanchou, e a judoca Karoline fez um bolo sobre Judô e Confeitaria.

O participante Francisco se destacou ao se sensibilizar com a dificuldade em finalizar a prova de alguns colegas e foi ajuda-los, mostrando assim o seu total espírito de equipe e companheirismo, ponto que foi bem observado pelos jurados do programa que comentaram entre si o ato nobre e altruísta do publicitário.

Outro momento bem comentado do programa foi quando o atrapalhado Herb esbarrou no bolo da participante Deza sem querer, danificando uma de suas flores decorativas, o que levou a supervisora as lágrimas.  O bolo em questão foi bem avaliado pelos jurados, com massa e recheio de limão, agradando o paladar dos jurados. O bolo de Herb se destacou pelos detalhes bem acabados e agradou o paladar dos jurados exigentes na dosagem da canela, mas a massa do bolo acabou pecando pelo excesso de manteiga.

Marilda fez seu bolo com ganache, mel, creme de laranja, mas a Beca sentiu falta do acabamento na decoração, mas o sabor agradou os jurados.

Carol usou massa de baunilha e recheio de laranja, a confeiteira Beca Milano elogiou os detalhes em degradê, mas ela sentiu falta do equilíbrio na receita, pois a massa ficou muito densa. O Rogério fez uma massa pesada e faltou gordura na mousse segunda a Beca. A participante Bela fez um bolo temático representando a sua viagem a Tailândia, com direito a uma perfeita réplica de um templo asiático, os sabores interessantes e equilibrados também agradaram o júri.

A Denise pecou na suavidade do café segundo a avaliação e Olivier que ainda a encorajou a acreditar mais em seu potencial como confeiteira. O Claudio fez um livro sobre a Jamaica, que foi elogiado pela Beca devido ao seu equilíbrio no gengibre, embora ele não teve cuidado com o uso do isopor na base do bolo. O participante Yago acertou na decoração, e segundo a Beca foi um bolo lindo com brigadeiro no recheio onde o rapaz acertou na consistência do brigadeiro. O bolo de João foi elogiado e a textura acolhedora agradou o exigente Olivier, que ainda o apontou como um sério concorrente, mas Beca disse que só faltou regar a massa para ficar perfeito.

O bolo do Fellipe foi bem elogiado pela textura da ganache. Já o bolo da Angel, a palhaça voluntária também agradou. Francisco cozinheiro de Capão Bonito, no interior de São Paulo, caprichou na técnica do bolo de chocolate que agradou em cheio os jurados. Beca elogiou as escolhas inteligentes e Olivier reclamou da falta de pimenta. Karoline dominou a técnica da pasta americana com um ótimo acabamento do bolo, e Olivier a elogiou dizendo que seu bolo estava bem equilibrado e leve, o capim limão foi usado na dose certa, e foi um bolo considerado sem defeitos. O bolo de Wayner agradou na estética esotérica e o buttercream com sal agradou o sabor junto com a castanha tostada.

Ao final da prova os jurados se surpreenderam com o excelente desempenho dos candidatos.

A segunda prova do Bake Off Brasil foi a prova técnica, em que a Beca apresentou um rocambole de merengue com três tipos de merengues específicos, o merengue francês, suíço e italiano.  Onde os candidatos teriam que reproduzir a iguaria de forma fiel ao modelo apresentado e ainda atentar a parte mais desafiadora da prova, o merengue Francês. Antes de começar a prova, Beca alertou os participantes a assarem o merengue na temperatura ideal de 360 graus, para não grudar nos dedos.

A prova tinha um prazo de duas horas e meia para ser realizada e durante a execução o Wayner protagonizou o momento esotérico, onde a Denise pediu uma consulta via tarô para saber se se sairia bem no desafio. Foi um momento divertido e de descontração em meio à tensão do reality.

A grande tensão da atração foi quando a participante Deza, acabou errando o ponto da massa e perdeu o seu rocambole tendo que refazer todo o processo faltando uma hora para encerrar o prazo. Angel foi socorrê-la para que a amiga não fosse eliminada e a mesma conseguiu concluir a prova.

Após a prova finalizada, foi a hora da degustação às cegas, onde os jurados provaram os rocamboles enquanto tentavam adivinhar qual participante tinha feito o doce. O rocambole de Angel faltou merengue definido e mais açúcar, o da Deza ficou desestruturado, mas o sabor agradou Olivier, e Beca não viu regularidade na decoração, segundo ela parecia feito às pressas. O rocambole do Francisco foi elogiado por Beca, mas pecou na hora de dissolver o açúcar do merengue da decoração. Yago pecou no excesso de merengue e o sabor da gema desagradou os jurados. O do Rogério teve estrutura, foi bem assado e o sabor sobressaiu, apesar do exagero no açúcar cristalizado Já Denise teve dificuldade com o maçarico e o merengue francês foi bem assado e deu estrutura. O rocambole do João foi elogiado pela estrutura e o acerto no merengue, afirmou Olivier.

O rocambole da Karoline acertou no ponto do merengue, o trabalho de bico ficou bem estruturado e o sabor agradou, ficando quase perfeito. Fellipe quase acertou no merengue suíço, e a Bela foi a que mais se aproximou da réplica proposta na prova , e Carol foi a que mais se aproximou da perfeição segundo Olivier.

Terminada a avaliação veio o ranking e as justificativas:

1 – Carol (ganhou no capricho e atenção em todos os processos de decoração)

2 – Francisco

3 – Fellipe

4 – Karoline

5 – Claudio (um dos mais bem estruturados segundo Olivier)

6 – Wayner

7 – Rogerio

8 – Deza (treinar a temperagem do chocolate)

9 – João

10 – Bela

11 – Natália

12 – Angel (fugiu da réplica)

13 – Denize (não caprichou)

14 – Yago (trabalho de bico falhou)

15 – Marilda (desequilíbrio total)

16 – Herb

Na hora do resultado foram chamados Carol, Fellipe, João, Wayner que foram bem elogiados. Beca chamou Denise e deu uma segunda chance a moça por acreditar em seu talento e potencial. Olivier chamou Herb, Marilda, Yago e Claudio, e a eliminada foi Marilda. Francisco foi escolhido como o Mestre Confeiteiro da primeira semana do Bake Off Brasil.

Comentários no Facebook

Subir